Porto

A atual Igreja, herdeira de dois espaços sacros anteriores (a Capela de Santa Isabel, cuja pertença à VOTSF do Porto datará de 25 de novembro de 1638, e a primeira Igreja da Rainha Santa Isabel, cuja construção decorreu entre 1677 e 1690), começou a ser construída no final do Século XVIII e representa o início de uma nova arquitetura classicista religiosa no Porto.

A imposição do classicismo deriva da tendência europeia à época, da atividade arquitetónica promovida pela Junta de Obras Públicas na cidade do Porto, e pela arquitetura neopalladiana que o Porto vê introduzir-se em algumas das suas mais emblemáticas obras, como seja o Hospital de Santo António, a já desaparecida Capela de Nossa Senhora do Ó e a Casa da Feitoria.

A sua fachada é constituída por dois andares, o segundo dos quais rematado por um frontão.

A construção da Igreja da VOTSF do Porto iniciou-se em 1792, a partir da reconstrução da capela-mor da primeira Igreja da Rainha de Santa Isabel, e continuou, a partir de 1795, com a construção de um novo corpo, uma nova sacristia e uma nova capela de Santo António.

O primeiro é constituído por dois grandes pedestais onde assentam duplas colunas dóricas romanas, entre as quais foram colocadas duas estátuas, representando a Humildade e a Penitência. O segundo andar do frontispício é formado por colunas jónicas, entre as quais se abrem três amplas janelas, sendo a central de maior vão. Na parte central veem-se as armas da Ordem encimadas pela coroa real. Um parapeito sustenta lateralmente as estátuas da Esperança e da Caridade. No centro está a estátua da Fé, assente num acrotério.

No interior, destaca-se o elevado arco triunfal, cujo remate ostenta uma importante composição armorizada; o coro e o órgão ali colocado; e a primorosa decoração de todo o interior da Igreja.

LOCALIZAÇÃO
Rua do Infante D. Henrique | 4050-297 Porto  

HORÁRIO
Abril a Setembro | 9h00 – 20h00
Outubro a Março | 9h00 – 19h00

CONTACTOS
T. +351 222 062 125 | E. museu@ordemsaofrancisco.pt